quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Falta de ambição

Era setembro/2020 e eu confidenciava a um amigo próximo que iniciaria minha aposentadoria precoce muito em breve. Ele, formado na mesma área que eu, questionava: “por que você vai parar no auge financeiro?”


De fato, nos últimos 10 anos as receitas profissionais de minha principal atividade cresceram. O número de clientes e demandas era cada vez maior. Meu amigo sabia disso tudo e ficou intrigado com minha decisão. Falei em valores nominais de patrimônio e de expectativa de renda pós RE, quando ele levantou a seguinte questão: “Nosso amigo Fulano acabou de voltar de uma viagem das Ilhas Maldivas, gastou 40k em 1 semana. Com essa grana aí que você pretende viver, nunca poderá ir às Maldivas!”. Era verdade o que ele dizia. Preciso eu, todavia, ir às Maldivas para ser feliz?


Todos nós temos as próprias ambições e, não raro, uma delas é “conhecer o mundo”. A vida é uma só e não há tempo hábil para conhecer todas as cidades do mundo, ler todos os livros, ouvir todas as músicas, namorar todas as pessoas que passarem por sua vida. É preciso selecionar e ser feliz com suas escolhas, mesmo as erradas, já que estas te ensinam quais são as certas.


Provavelmente eu nunca irei às Maldivas, terei uma Pajero 0km, uma lancha, uma casa de praia pé na areia num destino badalado ou um harém de playmates. Valeria a pena trocar algumas décadas de trabalho por isso? Na concepção do meu amigo, sim, seria válido trabalhar full time a vida toda para aproveitar 20-30 dias de férias por anos e alguns finais de semana com esse estilo de vida (caso alcançado, ele bem sabe que ainda haveria incerteza de atingir esse patamar!).


Da mesma forma que ele deixou nítido que, naquele momento, me achava sem ambição e não compreendia o porquê de eu tirar o pé do acelerador, eu também não compreendia a razão de ele optar por chegar a um nível financeiro (de gastos, não necessariamente de acúmulo patrimonial) em troca de muitos mais anos de trabalho. Espero que um dia ele descubra que tem o suficiente.


Talvez eu nunca vá às Maldivas, mas, amigo, Tibau do Sul é um barato!


Abraço

27 comentários:

  1. Oi Tudo bem? ouvi vc ontem no BPMcast, conte comigo nesta jornada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anon, mande e-mail pra aposentecedo no Gmail.com e, quem sabe, não sai um café? Abraço

      Excluir
  2. Cara,
    Tenho amigos que odeiam com todas as forças o trabalho, mas não querem largar o bom salário. Nossa sociedade ensina que determinadas coisas são essenciais para felicidade e sucesso. Por trás disso existe uma necessidade enorme de aceitação.
    Infelizmente ainda não perceberam que quanto mais simples nossa felicidade, maior é nossa satisfação e gratidão.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, meu caro. Tem coisas difíceis de entender e tem coisas que não queremos entender. Só desejo é felicidade independentemente da escolha.
      Abraço

      Excluir
  3. Olá Aposente Cedo!

    Excelente ponto. Acredito o que falta são as pessoas fazerem aquela continha da energia vital do "Your Money or Your Live". Se perceberem quantas horas de vida e liberdade estão trocando para ter as férias na Maldivas, acredito que mudariam de ideia...

    Ouvi vc ontem no podcast do BPM. Lembro que vc já comentou várias vezes lá no blog, mas nunca associei que você já tinha um blog. Talvez muitas informações em um período em que estou diminuindo a frequência online por causa do bebê.

    Parabéns pela declaração de independência! Vou passar a acompanhá-lo agora. :)

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi André, legal sua visita aqui! Sou seu leitor há anos e muito já refleti sobre e encaminhei seus textos. Obrigado pelos votos, sou só um bebê caminhando na trilha que você já tá na meia maratona.
      Abração

      Excluir
  4. KKKKKKKKKKKK muito bom

    Sempre pensei nesse exemplo e achava que já tinha visto isso aqui no seu blog, mas acho que foi direto em pessoa.

    Observação mais que clara =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te contei essa história ao vivo! Rs
      Eu também fiquei em dúvida se já tinha colocado aqui no blog.
      Abração

      Excluir
  5. Boa noite,
    Ouvi seu podcast com o BPM, muito boa sua historia. Tenho um histórico bastante parecido com o seu e isso me faz crer que é possível chegar la. Obrigado por compartilhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Anon. Com certeza é possível com muita determinação e foco em gerar mais renda com menos esforço.
      Abraço

      Excluir
  6. Trabalho para mim é férias - Geraldo Rufino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Show, Peão. Amar o que se faz é algo pra pouco. Gostar já é o suficiente para eu continuar trabalhando em ritmo bem menor e focar nas coisas que amo mais.
      Abraço

      Excluir
  7. Sei lá, nunca fui um fã dessas Maldivas, parece tão artificial esses resorts, acho que um turismo em Tibau do Sul deve ser mais REAL!

    O auge financeiro é muitas vezes acompanhado do auge da ostentação, o problema é que o sentimento gastador não costuma cair quando a vida financeira passa por períodos de queda e logo a pessoa se endivida. Acho que quem vai para a Maldivas uma vez passa a ter um padrão mínimo muito alto e isso só reforça às amarras ao trabalho.

    Abraços,
    Pi.
    https://poupadordointerior.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, PI. Já vi muita gente se afundando porque se recusou a baixar o padrão de vida e, lamentavelmente, ficou sem saída e infeliz. A comunidade FIRE ajuda muito a evitar essa espiral descendente.
      Abraço!

      Excluir
  8. Essa reflexão é matadora, vai direto ao ponto. Faz questão de ir pra Disney todo ano ? FIRE não é pra vc e ponto final ! Continue trabalhando ! Entenda que as pessoas sao diferentes, tem gostos e ambicoes diferentes, e dá pra ter qualquer coisa, mas não todas as coisas. Tudo é questão de escolha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso, Vagabundo, questão de escolha, não tem "certo e errado". Olha que até dá pr ir à Disney todo ano sendo FIRE, é só usar a tática de cobertor de pobre (descobrir de um lado pra cobrir do outro). Abraço

      Excluir
  9. Eu AMO viajar! Quando entendi que para isso eu não precisava gastar horrores com hotel, transporte e alimentação meu mundo mudou.
    Antes da pandemia eu sempre estava em um canto, ficava em hostel (quando viajo só volto ao local para dormir mesmo) para economizar e escolhia apenas alguns restaurantes mais caros para comer vez ou outra.

    Beijos.

    T.Valentina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viajar é bom demais! Conheço gente, porém, que adora é ficar em casa! rs
      Tem que ter parcimônia para equacionar seus interesses. Vale mais viajar pra 2 lugares diferentes comendo sanduíche e refeições feitas em "casa" ou em 1 lugar e só comer em restaurante legal? Depende de cada um.

      Bjs

      Excluir
  10. Já fui pra Maldivas, mas fiquei hospedado num liveaboard. Não é tão caro quanto vocês imaginam e é muito divertido! Se programando, um FIRE pode ir...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anon, capaz que dá sim. Esse amigo em comum do post foi em alto estilo, resort 5 estrelas. Eu já visitei lugar que, sinceramente, não compensa ir no esquema muquirana (ex: Ilha Grande/RJ: dá pra ir acampar e fazer trilha a pé OU dar altos rolés de passeio de barco, onde se vê coisas imperdíveis). Tudo depende da experiência que você quer viver; não dá é pra esperar passear de jet-ski ao lado dos golfinhos se tua ideia é economizar no sanduíche.
      Abraço

      Excluir
  11. Sigo acompanhando. Quando estiverem viajando pelo NE, aproveite bastante! Já fiz várias viagens de carro pelo Brasil e vale muito a pena!

    ResponderExcluir
  12. Excelente explanação. Eu e meu marido já viajamos para vários lugares do mundo e nos divertimos muito como mochileiros comemos nos lugares baratos, nos hospedamos em airbnb, acho possível viajar e conhecer lugares legais sem ostentação. O importante é a experiência de estar em um lugar diferente conhecendo uma nova cultura.
    M. Costa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! O perfil do viajante é muito variado e, a depender de onde mora, é mais barato viajar que ficar passeando na sua própria cidade.
      Abraço

      Excluir
  13. Nossa querida América do Sul também é um barato! E olha que nem precisa vender a alma para conhecer!
    kkkk...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. América Latina tem coisa demais pra fazer por muitos anos, só explorar!

      Excluir
  14. You also can find extra details about the functionality, compatibility and interoperability of 점보카지노 House of Fun in the above description. You already know about the free spins you receive whenever you join, and by logging in every day. You also can earn free spins throughout the slot games themselves!

    ResponderExcluir