quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Encontro Fire, chute no saco e vida nômade


 

Quem diria que o início da vida Fire seria corrida… Durante as festas de fim de ano, que passamos com meus pais e pais da Sra. AC, até imaginava, mas na sequência da jornada nômade, não imaginava as surpresas reservadas.


Nas primeiras semanas tudo correu conforme esperado: umas horinhas de trabalho tranquilas, muitos passeios pela cidade do momento, cozinhar com calma, aproveitar o momento. Um grande momento foi o encontro FIRE que tive com o Sapien Livre e o TR do Escola Para Investidores.


Já em contato por e-mail e, depois, WhatsApp com ambos, falei que estaria próximo da cidade deles durante um tempo e que seria legal um café. Não é que eles vieram? Turistamos um pouco de carro, almoçamos um churrasco com um chopp do bom, andamos de bicicleta por vários pontos turísticos, tomamos chuva, rimos, tomamos um café já aqui “em casa” e, claro, falamos sobre investimentos, filosofia de vida e muitas outras coisas. Pareceu um dia de férias com amigos de infância e agradeço o poder que a internet tem de conectar pessoas.


Tudo seguia num ritmo bom quando meu agora ex-sócio, da vaquinha mais gorda, ligou dizendo que estava pulando fora do barco, iria se mudar pra 1.000km de distância, já veio com um distrato social na mão e passou a praticamente ignorar clientes que o procuravam em nosso nome. Ele precisava fazer isso logo quando eu saí de perto da cidade onde prestamos nossos serviços? Evidente que não. Adianta eu ficar puto com ele? Também não. É um cara que eu gosto, se tornou meu amigo, e está fazendo o que é melhor pra vida pessoal dele. Melhor eu focar em reestruturar o que for possível pra manter o leite da vaca, mas minha vida até então tranquila se tornou intensa no trabalho para não queimar uma imagem profissional construída durante mais de 13 anos.


Fica a reflexão: no fim, as pessoas farão sempre o que for melhor pra elas, independentemente do que tenham combinado contigo.


Mais uma vez, flexibilidade e resiliência serão chaves para a consistência dos planos.


Sobre a vida nômade, já estou apaixonado pelo local atual e é uma forte candidata a ser a cidade para pendurar as chuteiras quando o nomadismo encher o saco. Infelizmente, pelo recentes acontecimentos profissionais, acabei não tendo tempo nem cabeça para postar sequer as impressões dos dois lugares já visitados, mas espero conseguir fazer isso. Fato é que ire priorizar posts sobre estilo de vida e vida pós-RE do que impressões turísticas ou habitacionais.


Às vésperas de fechar o primeiro mês cheio sem trabalho em tempo integral, a renda passiva imediata (dividendos de FIIs e ações que caíram na conta) ficou 30% abaixo do gasto mensal, todavia, tenho cerca de 1/3 do patrimônio investido nestes ativos. Como pretendo, ainda em 2021, chegar a 50% do patrimônio nestas classes de ativos, sem dúvidas será possível executar o plano. Outro ponto a observar é que estou no Sudeste e, mesmo em cidades menores, o custo de vida é bem superior às outras regiões do Brasil, portanto, a tendência será baixar a despesa mensal.


Obs: pretendo rodar por todo o BR, exceto região Norte, ao longo de 2021/2022. Caso tenha interesse num encontro FIRE (não-romântico, só pra não haver dúvidas), mande um e-mail para aposentecedo (gmail.com) e quem sabe não tomamos um café/cerveja/vinho em breve?


Abraço

18 comentários:

  1. Grande dia, grande encontro, grandes pessoas! Agradeço pela experiência vivida =D

    Sobre o trabalho, faz o certo não se estressando com a saída do sócio, o companheirismo e o trabalho conjunto deve ter sido muito bom enquanto durou, agora cada um partindo mais ainda pra sua vida pessoal, fez o certo na minha opinião.

    Sobre a vida nômade, gosto mais de reflexões e estilo de vida do que fatos das cidades e locais em si, se for uma experiência legal e diferente é muito bom compartilhar, mas fatos históricos e outras coisas mais "turisticas" eu não sou tão fã rsrs

    Sobre a renda passiva, seu patrimônio está entrando aos poucos, vai da tudo certo, confia no Sapiens Livre que o cara manda bem em renda passiva hahaha.

    Abçs

    (Quando for vim por MG manda um alô de novo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TR, dia muito bom mesmo, obrigado por ter se deslocado. O sócio confesso que estaria furioso em outros tempos, mas a mente evoluiu pra procurar buscar soluções, ao invés de remoer o problema. Não tenho dúvida que será melhor assim e, na marra, será um empurrão para trabalhar ainda menos.

      Tem fatos turísticos que são legais! Rs
      Eu mesmo tô programando o roteiro,aaos ppoucos, muito baseado em opiniões de blogs da área.

      Quanto à renda passiva, Sapien Livre é meu pastor e nada me faltará. Hoje eu sou ratinho, mas um dia chego a Mestre Splinter igual ele.

      Sem dúvidas, estando em MG você será o primeiro a saber.

      Abração

      Excluir
  2. Que legal que rolou esse encontro, AC! Seria muito bom se pudéssemos fazer encontros desse tipo na comunidade como ocorre nos EUA, sem grandes preocupações.

    Será legal acompanhar seus relatos pelas suas andanças Banânia a fora.

    Abraço!
    https://engenheirotardio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ET, seria muito bom mesmo um encontro organizado, om palestras, discussões, etc. Enquanto alguém não puxa o bonde, vamos marcando pequenas trocas de ideia!
      Abraço

      Excluir
  3. Caracas, encontro fire, que noticia boa, meus amigos! Imagino ter sido uma troca de experiência invariável hein?

    ResponderExcluir
  4. AC, como vc está fazendo com as aulas do seu filho? Home scholling? Por 2 anos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, meu filho não está em idade escolar obrigatória ainda e, quando chegar a hora, espero ter fixado residência novamente ou estar fora do BR. Quando acontecer, vou pensar no assunto!

      Excluir
  5. Esses encontros são quase como quando um super-herói aparece no filme do outro, uma mistura de universos kkkkk acho bacana, se um dia tiver um tempinho quero organizar um virtual mesmo. Sócio sacana hein? Que mancada. Segura as pontas aí e boa viagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha
      Ri alto aqui com o "encontro de super-heróis"! Vou te mandar um e-mail e a gente pode fazer uma chamada de vídeo ou algo assim, Vagabundo. Outro dia fiquei quase 2h trocando ideia por chamada de video com um casal que é nomade há mais de 3 anos e eu tinha acabado de conhecer pela Internet, mas foi muito legal.
      Abraço

      Excluir
  6. Esse encontro foi melhor que a encomenda. Três moleques andando de bicicleta, brincando no parque e tomando chuva. Foi realmente revigorante esse nosso primeiro encontro. Saber que existem pessoas reais que partilham dos mesmos valores e poder trocar conhecimento e experiências e incrível.
    Valew pelo almoço... Vamos se trombar por esse Brasilzao de meu Deus.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Sapien! Saiu melhor que a encomenda e aguardo ansioso um próximo. Esse post já rendeu alguns contatos por e-mail e talvez surjam outros, mas vai ser difícil bater a alegria desse nosso dia.
      Abração

      Excluir
  7. Respostas
    1. CP, foi demais mesmo! Se animar, marcamos algum no futuro.
      Abraço

      Excluir
  8. Parabéns pelo encontro AC!

    Em qual ramo do direito você advogava?

    Pergunto isso porque penso em iniciar na advocacia, mas gostaria de estabelecer um nicho.

    Gosto da área imobiliária, mas não tenho ainda nenhum contato com o nicho.... O que vc sugeriria para um iniciante que não necessita da renda da advocacia ainda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Capitão América. Não presto muito pra coach profissional, mas acho que, no início de carreira, ser mais generalista lhe trará mais clientes e mais dinheiro. Deixe a especialização mais pra frente.

      Abraço

      Excluir
  9. Esses encontros são bacanas. O SRIF 365 sempre comentou de um dia poder encontrar alguns e fazer uma reunião sobre vários assuntos, dentre eles o de investimentos.

    Vou te enviar um e-mail.

    ResponderExcluir
  10. Assim que comecei a trabalhar home office coloquei na cabeça que se essa situação se mantivesse pós pandemia eu iria começar uma vida nômade. Ficaria um tempo em cada região morando em airbnb ou hostel. Cheguei até a montar um roteiro.
    Hoje, como mudei e não pago aluguel, a ideia é passar um tempo em cada lugar (em torno de um a três meses) e voltar pro meu porto seguro.

    Beijos

    T.Valentina

    ResponderExcluir